terça-feira, 1 de agosto de 2017

VII Conferência de Assistência Social em Mato Grosso


POR: Genésio Oliveira EM 1 de agosto de 2017 - Categoria: Mato Grosso

O Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) e a Prefeitura de Mato Grosso, realizaram a 7ª Conferência de Assistência Social, que discutiu o tema “Garantia de Direitos no Fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social”.

O encontro foi realizado no auditório da Câmara Municipal de Mato Grosso e contou com a presença de Maria Francisca (Secretária de Assistência Social), Mirla Juliana (Conselho Municipal), Rayane Ires (Assistente Social), Gislane Caliane, representando o prefeito Doca Lima, e outros representantes da sociedade civil.

“A conferência é o espaço de participação popular, onde é discutido e avaliado toda a política do SUAS, garantindo assim cada vez mais os direitos aos usuários, e reafirmando a política da assistência como política pública. Diante disso, foram discutidas propostas para fortalecer e melhorar a assistência social de Mato Grosso”, destacou Rayane Ires.

Foram discutidos quatro eixos temáticos de grande importância:

1 – A proteção social não-contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais;

2 – Gestão democrática e controle social: o lugar da sociedade civil no SUAS;

3 – Acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos socioassistenciais;

4 – A legislação como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais.

De acordo com a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Mirla Juliana, a conferência é uma oportunidade de ouvir a população, discutindo e buscando propostas de melhoria para a cidade.

A secretária de Assistência Social de Mato Grosso, Maria Francisca, destacou a importância em ter acesso aos serviços. “Foi de grande importância para melhorar os serviços prestados aos usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, como também foi um esclarecimento para os usuários que não tinham conhecimento como funciona o programa”, disse a secretária.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *