domingo, 3 de maio de 2020

Políticos de Brejo dos Santos, Lagoa e São Bento estão na lista que tiveram contas rejeitadas pelo TCU


POR: Genésio Oliveira EM 3 de maio de 2020 - Categoria: Regional

O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou a lista de políticos de todo o país que tiveram contas irregulares e, por isso, podem ter dificuldades se quiserem se candidatar às próximas eleições municipais. Eles ou são investigados ou respondem à processos no Tribunal.

Entre eles o atual prefeito de Brejo dos Santos, Lauri Ferreira (PSDB), o atual deputado estadual Galego Souza (Progressistas), o ex-deputado estadual Márcio Roberto (MDB) e o ex-prefeito de Lagoa, Demys Borges.

O processo de Galego Souza é o número 025.596/2015-2 que trata sobre uma irregularidade de 2008 quando foi prefeito de São Bento, num convênio com o Ministério do Turismo.

Já o prefeito de Brejo dos Santos, Dr. Lauri tem dois processos no TCU. O primeiro, de 2010 sob número 006.103/2016-2, também convênio com problema junto ao Ministério do Turismo. O segundo 006.267/2010-6 era de 2010 relacionado ao Hospital São Lucas, que faz serviço do SUS na cidade de pertence à sua família, mas já consta como encerrado.

O ex-prefeito de Lagoa, Demys Borges, tem um processo no TCU, o 002.986/2016-7, também consta encerrado e os problemas foram em convênios da Funasa em 2008.

Por fim, o ex-prefeito de São Bento, Márcio Roberto (MDB) tem também dois processos no órgão, o 024.979/2012-0 que viu irregularidades em convenio com o extinto Ministério da Integração Nacional e o 041.014/2012-0 com irregularidades junto ao Ministério do Turismo. Ambos de 2001 estão encerrados e acabaram ocasionando já inelegibilidade ao político durante os anos recentes.

Os outros casos, em alguns mesmo encerrados, podem ser alvos de pedidos por parte do Ministério Público de inclusão na Lei da Ficha Limpa, impedindo futuras candidaturas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *