domingo, 13 de maio de 2018

MPPB investiga fechamento de maternidade e indisponibilidade de ambulâncias em Jericó


POR: Genésio Oliveira EM 13 de maio de 2018 - Categoria: Jericó

O Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB) instaurou um inquérito civil público para investigar a não disponibilização de ambulâncias para remoção de pacientes e o fechamento do Hospital e Maternidade Mãe Tereza na cidade de Jericó. Devido à situação, as gestantes e os pacientes do município estão tendo sua assistência médica prejudicada.

A portaria assinada pelo promotor de Justiça Stoessel Wanderley de Sousa Neto instaurando o inquérito foi publicada na edição de sexta-feira (11) do Diário Oficial Eletrônico da Justiça. A denúncia do descaso com a saúde pública teria sido feita por vereadores da cidade.

O Hospital e Maternidade da cidade foi fechado para reforma. No entanto, até o momento ainda não abriu as portas para a população. A demanda de saúde da cidade passou a ser transferida para o município de Catolé do Rocha, de acordo com a denúncia.

Mesmo com os pacientes e gestantes sendo transferidos da cidade, eles ainda enfrentariam constrangimento devido à não disponibilização de ambulâncias para sua remoção.

O promotor de Justiça determinou na portaria de despacho de instauração de inquérito que a Secretaria Municipal de Saúde de Jericó fosse oficiada para dar resposta sobre as acusações em um prazo de 20 dias. Em sua resposta, a Secretaria deve informar os modelos dos veículos destinados no município à remoção de pacientes e se estão em funcionamento. Além disso, também foram requisitados esclarecimentos em relação ao fechamento do Hospital e Maternidade.

Ele oficiou ainda a Secretaria Municipal de Catolé do Rocha para obter informações sobre o atendimento de pacientes oriundos da cidade de Jericó.

Outro lado

Segundo a Prefeitura de Jericó o prédio do Hospital e Maternidade Mãe Tereza está passando por reformas para melhor atender à população. A previsão é de que até o final do ano as obras estejam concluídas.

Fonte: Click PB



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *