terça-feira, 28 de julho de 2020

Ministério Público oferece representação eleitoral em desfavor do prefeito de Jericó e pré-candidato, sobre suposta propaganda eleitoral irregular/extemporânea


POR: Genésio Oliveira EM 28 de julho de 2020 - Categoria: Jericó

O Ministério Público Eleitoral (MPE) da Paraíba, apresentou representação na 36ª Zona Eleitoral de Catolé do Rocha, contra o pré-candidato Hallysson Oliveira (Progressistas) e o prefeito de Jericó, Cláudio Oliveira (Progressistas), por suposta propaganda eleitoral irregular/extemporânea.

O caso:

No dia 4 de julho, uma carreata com indícios de conotação política teve a participação de correligionários e contou com a presença do atual prefeito Cláudio Oliveira (Progressistas) além do seu sobrinho, o pré-candidato ao poder executivo, Hallysson Oliveira. O evento provocou aglomeração de várias pessoas sem o uso de máscaras.

Ocorre que, pelo novo calendário eleitoral, a campanha de rua terá início após os registros de candidatura em 26 de setembro. Qualquer manifestação anterior a isso, pode ser considerado crime eleitoral.

O juiz eleitoral João Lucas Souto Gil Messias, da 36ª Zona Eleitoral, citou os envolvidos e concedeu prazo de 2 dias para o prefeito e o pré-candidato apresentarem defesa.

VEJA A INTIMAÇÃO

VEJA OS VÍDEOS:



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *