terça-feira, 18 de setembro de 2018

Ministério Público investiga suposta omissão da polícia nos assaltos entre Catolé do Rocha e Patu


POR: Genésio Oliveira EM 18 de setembro de 2018 - Categoria: Catolé do Rocha

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) instaurou um inquérito civil para investigar uma suposta omissão do Estado da Paraíba nas ocorrências de assaltos na PB-325, em trecho localizado na divisa do estado.

A rodovia liga a cidade de Catolé do Rocha a Patu, município do Rio Grande do Norte na altura da RN-078. O local tem sido cenário de diversos assaltos, incluindo a carro-forte.

Em documento, o MP deu o prazo de 15 dias para que a Polícia Militar informe se existe registro de ocorrências na via e quais foram as medidas adotadas para prevenção e punição. A polícia também tem 15 dias para informar se há inquérito para investigar as ocorrências de roubos ocorridos.

De acordo com o promotor responsável pelo inquérito, Stoessel Wanderley de Sousa Neto, a medida foi tomada após a notícia de assaltos na rodovia.

Mais PB



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *