terça-feira, 13 de novembro de 2018

Indústria de águas em Jericó é aprovada durante inspeção do Ministério Público e Anvisa

1

A “Operação Poseidon”, coordenada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Secretaria da Receita Estadual (SER-PB) e Secretaria de Segurança e Defesa Social inspecionou 22 fábricas de água adicionada de sais em municípios da Paraíba.

Em quatro empresas não foram detectadas irregularidades: a “Santa Vitória”, em Alagoa Nova, a Terra Santa”, em Jericó, a “Savoy”, em Queimadas e a “Delícia”, em Santa Luzia.

O Blog do Genésio Oliveira conversou com o proprietário da Indústria de Águas Terra Santa, Claudizon Galvão, que fabrica as águas alcalinas Rica e Pura e Leve.

“Foi muito gratificante recebemos em nossa pequena empresa uma equipe de fiscais do porte dessa da operação Poseidon, que visa acima de tudo combater abusos contra o consumidor, e ao final sermos parabenizados, por todos, por tudo que viram e constaram em seus autos. Quando nos colocamos a frente de empresas que estão no mercado a muito mais tempo e recebemos aprovação nota 10, mesmo sendo ainda tão jovem, enquanto que essas outras são lacradas por estarem em completo desacordo com a legislação vigente, isso só ressalta o nosso compromisso com o que fabricamos e com os nossos consumidores”, disse o proprietário.

Empresas interditadas

Até esta quinta-feira (08), 12 empresas foram fechadas por irregularidades graves. São elas: Cristal de Areia (Areia); Fonte da Vida (Monteiro); Cristal Leve (Riacho dos Cavalos); Pureza (Conceição); Agrovida (Lagoa Seca); Vale Cristal (Cajazeiras); Clara Serra (Bananeiras); Várzea Verde (Frei Martinho); Ivna (Soledade); Água do Vale e Água Azul (Santa Luzia); Água Clara (Piancó) e Olho D´Água (Triunfo). As demais foram fechadas, três delas por problemas na documentação: a Cristal Leve (Areia); a Igapo (Sousa) e a Água Prata (Prata).

Notificação

Já as fábricas “Nova Fonte”, em Manaíra, a “Água do Sertão”, em Piancó e a “Purifique”, em Pombal, foram notificadas e receberam recomendações.

Compartilhar.

Sobre o Autor

1 comentário

Deixe uma resposta